Palavra da Diretoria

AFINCA • 05 de fevereiro de 2018

Prezados amigos associados,

Estamos vivenciando um momento difícil para todos os trabalhadores brasileiros. Assistimos o governo atual desmontar nossas leis trabalhistas com um falso discurso de melhorias.

Agora estamos prestes a um novo ataque: a reforma da previdência, sob o falso pretexto da existência de um déficit. Já foi demonstrado na CPI da Previdência que ela ainda é superavitária. E os servidores públicos são apresentados à sociedade como responsáveis pelos desmandos praticados pelo governo.

Precisamos da união de todos para fazer chegar ao maior número possível de brasileiros esta verdade, para que não sejam enganados mais uma vez. Vamos conversar com nossos vizinhos e amigos, compartilhar no Facebook as matérias que a AFINCA vem postando. Vamos protestar quando o governo for à televisão com seu discurso mentiroso.

Não podemos simplesmente cruzar os braços, esperando dias melhores.

Vamos fazer acontecer! Traga suas ideias para a Associação, construa conosco a resistência.

Juntos somos fortes!

Problema no Banco do Brasil provoca atraso de pagamento.

AFINCA • 01 de fevereiro de 2018

Os servidores do Inca que recebem pelo Banco do Brasil têm seus pagamentos atrasados devido a uma falha no sistema do banco, segundo informações para a AFINCA.
Fomos informados que esse problema pode ser resolvido até o final do dia 1º ou mas tardar dia 2.

Efeito Temer: Pedidos de aposentadoria de servidores federais crescem em 50%

AFINCA • 18 de janeiro de 2018

Sob governo ilegítimo de Michel Temer, a quantidade de servidores federais que pediu aposentadoria bateu recordes e é o maior desde 1998; quantidade de servidores federais civis que pediram aposentadoria entre janeiro e novembro de 2017 aumentou quase 50% (46,7%) para 21.371 na comparação com o mesmo período em 2016, quando 14.563 solicitaram o benefício, de acordo com dados do Ministério do Planejamento

O número de servidores federais civis que pediram aposentadoria entre janeiro e novembro de 2017 aumentou quase 50% (46,7%) para 21.371 na comparação com o mesmo período em 2016, quando 14.563 solicitaram o benefício, de acordo com dados do Ministério do Planejamento. Faltando um mês para fechar os dados do ano passado, o número de aposentadorias requeridas é o maior desde 1998, quando 24.483 foram solicitadas. Em todo o ano de 2016, os pedidos chegaram a 15.499.
Para analistas, o aumento expressivo nos pedidos em 2017 pode ser um efeito das discussões sobre a reforma da Previdência, mas eles ressaltam que a idade média do servidor público federal é alta, em torno de 45 anos, e que a tendência é que os pedidos aumentem. Servidores na ativa com idade acima de 41 anos são 56,5% do total. Os que estão acima de 51 anos somam 36%.

STF suspende MP que aumentava contribuição previdenciária de servidores públicos

AFINCA • 20 de dezembro de 2017

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski suspendeu hoje (18) a tramitação da Medida Provisória 805/2017, que previa o aumento da contribuição previdenciária para servidores públicos federais que fazem parte do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) e suspendia o reajuste da categoria até 2019. A medida havia sido assinada pelo presidente Michel Temer no fim de outubro e fazia parte do pacote de ajuste fiscal do governo.

Pela MP, a contribuição previdenciária do RPPS passaria de 11% para 14% para aqueles que recebem salários acima de R$ 5 mil. Quem ganhasse acima desse valor teria uma nova tributação, mas somente em referência ao valor que ultrapassar o limite estipulado. Assim, se o servidor ganha R$ 6 mil, a nova tributação incidirá apenas sobre R$ 1 mil.
Já a suspensão do reajuste salarial dos servidores públicos de 2018 para 2019 abrangeria, segundo o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o conjunto de categorias do governo federal que são as mais bem remuneradas e que tinham anteriormente feito um acordo de reajuste por um período de quatro anos.

Justiça barra elevação de alíquota previdenciária para alguns Servidores

AFINCA • 14 de dezembro de 2017

imagem-blog-25

Justiça barra elevação de alíquota previdenciária para alguns Servidores – A Justiça Federal de Brasília concedeu nesta quarta-feira uma liminar para barrar a elevação da alíquota previdenciária para delegados da Polícia Federal de São Paulo, decisão que poderá abrir um precedente para demais categorias.

A decisão foi dada pela juíza federal Diana Wanderlei ao atender pedido apresentado pelo sindicato da categoria.

O sindicato questionava o aumento da alíquota de 11 por cento para 14 por cento determinada pela Medida Provisória 807, de 2017. Essa MP está em tramitação no Congresso Nacional – ainda está em fase de análise pela comissão mista.