AFINCA pede urgência de concurso com vagas em C&T para o Inca

A Direção da AFINCA enviou ofício ao ministro Alexandre Padilha solicitando rapidez no trâmite do concurso público na Carreira de Ciência e Tecnologia (C&T) para o Inca. A Criação de mais de 3 mil vagas no âmbito da C&T foram autorizadas pela presidente Dilma Rousseff por meio da Lei 12.823, de 5 de junho de 2013.concurso-publico-como-escolher

Parte dessas vagas devem ser destinadas ao Inca, como defendeu a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, em Exposição de Motivos Ministerial : “O objetivo da criação de cargos da Carreira de Ciência e Tecnologia para o Instituto Nacional de Câncer – INCA é o de promover a substituição da totalidade da força de trabalho terceirizada contratada em desacordo com a legislação por intermédio da Fundação Ary Frauzino, conforme compromisso firmado em audiência ocorrida na Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Região, no dia 14 de dezembro de 2011, bem como para o atendimento ao Acórdão nº 1.193, de 11 de julho de 2006, do Tribunal de Contas da União”.

Para a AFINCA, ante a carência de mão-de-obra e a necessidade de atendimento da população é inadmissível que as vagas tenham outro destino que não o Inca.

Veja aqui o ofício protocolado pela AFINCA ao ministro Alexandre Padilha.

Leia a íntegra da Exposição de Motivos Ministerial (a partir da página 7) que justificou a criação das vagas em C&T.