Sobre Nós

Missão

Oferecer aos nossos associados uma representação forte em prol de seus interesses e reivindicações. Atuar na defesa dos seus direitos e proporcionar soluções que priorizem seu bem-estar e qualidade de vida.

Visão

Buscamos ser uma referência de Associação de classes e principalmente, para nossos associados, profissionais servidores do Instituto Nacional de Câncer

Valores

Representação e força
Empatia e respeito
Integridade e compromisso
Excelência e igualdade

Diretores e conselhos
Diretoria Executiva (Biênio 2021-2023)
A Diretoria executiva e os Conselhos deliberativo e fiscal AFINCA eleitos para o biênio 2021-2023 são compostos por associados profissionais da ativa ou aposentados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) e que acreditam que uma REPRESENTAÇÃO FORTE se faz com uma ASSOCIAÇÃO FORTE.
Conheça os membros dessa equipe!

Leonardo Borges Murad

Presidente
Nutricionista – Tecnologista de C&T – HC I

Peter Santos Tavares

Vice-Presidente
Técnico Administrativo – Pesquisa – HC I

Haydee Barreto Lopes

Secretária
Enfermeira Aposentada - HCI

Rodney Timotheo Chuff

Tesoureiro
Técnico Radiologia – HC III

Beatriz de Souza Moreira

Diretora Social
Assistente de C&T – M-III – Aposentada – HC II

Suplentes da Diretoria

Dr. Emanuel Bastos Torquato

Secretário
Médico, Tecnologista – Tórax – HC I

Ricardo Luiz Pereira Maceira

Tesoureiro
Técnico Administrativo – HC I

Cristina Luiza Alves Baraúna do Amaral

Diretora Social
Técnica de C&T, – CEMO

Conselho Deliberativo (Biênio 2021-2023)

Erica Cristina Almeida dos Santos

Assistente de C&T, Técnico Administrativo – DIPAT/HC I

João Henrique Rocha

Técnico de C&T, Radiologia – HC III

Jorge Henrique Carvalho R. de Assis

Técnico de C&T, Radiologia – HC I

Otávio Luiz Patatas

Tec. Hemoterapia – HC II

Rogério de Farias Brito

Técnico Farmácia- HC III

Suplentes do Conselho Deliberativo

Hilton da Cunha Magnelli

Assistente Administrativo – HC I

Maria da Conceição Rodrigues

Técnica de Enfermagem – C&T, HC IV

Nelson Virla Gomes

Enfermeiro – Tecnologista – HC I

Otávio Soares de Lima

Técnico de Enfermagem – Quimioterapia – HC II

Roselene Queiroz Martins

Técnica de Enfermagem – HC II

Conselho Fiscal

Diego Barbosa Ribeiro

Técnico de Enfermagem – HC I

Márcia Rosana Santos Tavares

Técnica em Citologia – DIPAT

Suelen Guimarães dos Santos

Técnica de Enfermagem – HC IV

Suplentes do Conselho Fiscal

Andrea dos Reis Carneiro

Técnica – DIPAT

Dinorah Nascimento Lopes

Técnica em Citologia – Aposentada – DIPAT

Hamilton Dantas dos Santos

Técnico CC – HC III

História da afinca

A AFINCA surgiu em 1985, dentro de um contexto histórico no qual se reestabelecia a democracia no Brasil, renascida como conquista de uma população organizada que em um dado momento redescobriu a necessidade de comandar seu próprio destino, através da escolha de uma representação que defendesse seus interesses. Nesse contexto de retomada da democracia, nasce a AFINCA, como fruto da ação de parcela dos funcionários do Instituto Nacional de Câncer (INCA), tendo como propósito: influenciar nas decisões centrais e impactar positivamente na qualidade de vida e de trabalho de todos os profissionais que dedicam-se direta e indiretamente ao ofício de zelar pela população com câncer.
Dedicamos nossa gestão e direcionamos todo e qualquer esforço aos profissionais do INCA, buscando parcerias que fortaleçam nossa Missão, Visão e Valores.

Ao longo de nossa história, estivemos presentes e atuamos ativamente em diversos eventos na defesa de direitos, na manutenção de conquistas e na busca de melhorias. Assim, podemos elencar alguns momentos que consideramos importantes em nossa trajetória:

• Fizemos parte da valorização dos funcionários da extinta Campanha Nacional de Combate ao Câncer, nos anos 80, sem a qual o INCA não teria assumido, algum tempo depois, o papel de coordenador das políticas de câncer no Brasil, através da Lei Orgânica da Saúde (Lei n° 8.080) que criou o SUS.

• A AFINCA também esteve à frente no enquadramento desses funcionários com a extinção das campanhas e a manutenção de suas atividades, sem a qual certamente haveria uma brusca queda das atividades do INCA.

• Negociamos a inclusão do INCA na Lei n° 8.691/93, que criou o Plano de Carreiras para a área de Ciência e Tecnologia, mobilizando seus pesquisadores, o que hoje permite a esta instituição desenvolver-se como entidade modelo, propiciando aos seus servidores um plano de cargos de destaque dentro do serviço público. A partir daí, os servidores do Ministério da Saúde lotados no Inca puderam optar pela então nova carreira de C&T e, em 1996 aconteceu o primeiro concurso do INCA dentro desta nova carreira

• No concurso de 2009/2010, A AFINCA esteve presente na negociação de ampliação das vagas, o que foi aprovado pelo Senado Federal, após audiência da diretoria da Afinca com o Presidente da República em exercício José Alencar.

• Lutamos pelo reconhecimento dos servidores dos programas CEMEQ, PIMAG, PITAC, TRANSPLANTE RENAL e outros, atendidos pela verba da CNCC, através do convênio INAMPS/MS, dentro dos quadros do INCA. Além de participarmos das reuniões em que foram absorvidos pelo INCA, os servidores pertencentes aos Hospitais de Oncologia e Luiza Gomes de Lemos, atualmente, unidades II e III.

A Fundação Ary Frauzino também contou com sugestões da AFINCA em sua criação. Nesse tempo, nunca é demais lembrar que os servidores com problemas de saúde eram atendidos improvisadamente na própria instituição, ou no consultório de seus médicos, não contando com um plano de saúde, o que só veio a ocorrer após a negociação com a antiga PATRONAL, hoje GEAP. E a AFINCA esteve presente na mesa de negociação. E ainda, recorremos ao judiciário, inúmeras vezes, a fim de garantir a revisão dos planos econômicos que sempre corroeram a renda dos servidores, como por exemplo, os planos Bresser, Collor, URV e 28 por cento, nos quais tivemos vitórias e revezes, mas sempre com a decisão pontual de monitorar nossos direitos no momento oportuno.

Nessa história de pioneirismo e vanguarda, destacamos a importante atuação da srª Arli Pereira, a então presidente da AFINCA, no momento em que o INCA passava pela delirante aventura de privatização e sua possível transformação em Organização Social, durante o governo FHC, ao qual fomos contrários. Aquele que foi um período de muitas pressões e retaliações por parte do INCA, quase nos fez perder a sala que ocupávamos nas dependências do Instituto.

Em uma das inúmeras tentativas de desvinculação do INCA do serviço público Federal, a srª Arli alertou o deputado Miro Teixeira sobre matéria que seria votada no Congresso e continha de forma velada, a possibilidade de destituição do INCA do Serviço Público Federal, momento no qual o deputado conseguiu reverter de forma unânime em plenária, a possível a aprovação de mais uma tentativa do que seria o fim da instituição, o que inclusive foi veiculado na mídia como “Pegadinha no Congresso”.

E assim, em respeito à memória da presidente Arli que faleceu no exercício do cargo e a quem somos gratos por sua dedicação e conquistas, esperamos que esse episódio, tenha servido como um momento de aprendizado mútuo sobre a importância do diálogo e o respeito às posições divergentes para a formação de consensos, através da integração daqueles que visam um panorama de excelência, tanto para a população como servidores.

De fato, empreendemos esforços a fim de legitimar nossa vocação como representação de classes perante o corpo funcional, somando ao nosso legado a luta pela isonomia dos anistiados, cuja a conquista do acréscimo da gratificação consolidou um aumento real aos vencimentos, passados 10 anos sem reajuste.
Destacamos ainda, como diferencial em relação a outras entidades de classe, a aquisão de uma sala para abrigar nossa sede, como patrimônio permanente.

Por toda essa herança histórica construída por nossos fundadores e presidentes, a AFINCA continuará focada no compromisso de lutar pelos interesses de seus associados, sendo um canal de escuta ativa, de diálogos construtivos e uma representação forte.

Da esquerda para direita: Antônio Sena, Deisemar Cabral, Édio Juarez, Maria Rita Lustosa Byington e Alexandre Octávio
2014, Afinca apoia Assembleia geral dos servidores do Inca que decidem por greve geral. Link da matéria.
2013, desembargadora Salete Maccaloz, convidada AFINCA para o 1° Ciclo de Debates Afinca - "Um novo modelo de gestão para o INCA" Link da matéria.
Ex-Presidentes Afinca

BEATRIZ DE SOUZA MOREIRA

2017 – 2019
2019 – 2021

NELSON VIRLA GOMES

2015 – 2017

DALVA PATROCINIO DA ANUNCIAÇÃO

2013 – 2015

HAYDEE BARRETO LOPES

2009 – 2011
2011 – 2013

NELSON VIRLA GOMES

2007 - 2009

ALEXANDRE OCTÁVIO RIBEIRO DE CARVALHO

2005 – 2007

DEISEMAR CABRAL PONCE DE LEAO

2003 – 2005

Dr. EMANUEL BASTOS TORQUATO

2001 – 2003

IVAN SOUZA DA SILVA

2000 – 2001

ARLI PEREIRA

1993 – 1995
1995 – 1997
1997 – 1999
1999 – 2000

ANTONIO SENA SILVESTRE

1991 – 1993

CLAUDIO LACERDA MAIA

1989 – 1991

Dr. EDIO JUAREZ DE ANDRADA PEREIRA

1985 – 1987
1987 - 1989

In Memoriam
Estatuto & Regimento
ALTERAÇÃO DO ESTATUTO DA AFINCA – ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DO INSTITUTO
NACIONAL DE CÂNCER
(CONFORMIDADE BANCÁRIA)

CAPÍTULO I
CONSTITUIÇÃO E FINALIDADE 

Art. 1º. A Associação dos Funcionários do Instituto Nacional de câncer, constituída por deliberação da assembleia dos funcionários, é uma associação, sem fins lucrativos, com personalidade jurídica e patrimônio próprio, desprovida de cunho político-partidário ou religioso.

Art. 2º. A AFINCA, tem sede e foro na cidade do Rio de Janeiro. Pça. Cruz Vermelha nº 23 – 4º andar – Centro – Rio de Janeiro.

Art. 3º. A AFINCA, destina-se.

I. Defender os direitos e interesses dos associados em geral e de cada um em particular, representando-os sempre e onde for necessário;

II. Zelar pelo bom conceito do INCa bem como dos seus servidores;

III. Estimular e desenvolver o espírito de equipe entre os associados visando um correto atendimento dos interesses da coletividade assistida pelo INCa, aliado ao respeito e à preservação da ética e da dignidade profissional e difundir a prática dos desportos e da recreação, criando e mantendo os meios e instrumentos necessários para esse fim.

Conheça o nosso estatuto

Transparência

Visando estabelecer uma comunicação clara e transparente, compartilhamos os balancetes disponibilizados pelo escritório de contabilidade que nos assessora, a fim de prestar contas aos nossos associados e à sociedade.

2021

Janeiro – PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro

Balanço de 2021 

2020

Janeiro – PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho PDF
Agosto PDF
Setembro PDF
Outubro PDF
Novembro PDF
Dezembro PDF

Balanço de 2020 PDF

2019

Janeiro PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho PDF
Agosto PDF
Setembro PDF
Outubro PDF
Novembro PDF
Dezembro PDF

Balanço de 2019 – PDF

 

2018

Janeiro PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho PDF
Agosto PDF
Setembro PDF
Outubro PDF
Novembro PDF
Dezembro PDF

Balanço de 2018 – PDF

2017

Janeiro PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho PDF
Agosto PDF
Setembro PDF
Outubro PDF
Novembro PDF
Dezembro PDF

Balanço de 2017 – PDF

2016

Janeiro PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho PDF
Agosto PDF
Setembro PDF
Outubro PDF
Novembro PDF
Dezembro PDF

Balanço de 2016 – PDF

2015

Janeiro PDF
Fevereiro PDF
Março PDF
Abril PDF
Maio PDF
Junho PDF
Julho PDF
Agosto PDF
Setembro PDF
Outubro PDF
Novembro PDF
Dezembro PDF

Balanço de 2015 – PDF

Balanços anteriores

2014 – PDF
2013 – PDF
2012 – PDF
2011 – PDF
2010 – PDF
2009 – PDF

Passo a passo no site gov.br

Descrever aqui o passo a passo