DIA PAN-AMERICANO DA SAÚDE

Nas Américas celebra-se no dia 02 de dezembro, o Dia Pan-americano da Saúde, com o intuito de conscientizar a população do continente sobre a necessidade de se ter hábitos saudáveis para a prevenção de doenças, especialmente aquelas comuns nas Américas. Este dia foi instituído no Brasil em 1941, através do Decreto de Lei nº 8.289.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1946, definiu saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas como a ausência de doença ou enfermidade. A percepção do conceito de qualidade de vida também tem muitos pontos em comum com a definição de saúde.

A Constituição Federal de 1988 reconhece a saúde como um direito fundamental ao afirmar que “Saúde é direito de todos e dever do Estado”, o que deveria conferir à população a garantia a tratamentos adequados e fornecidos através do maior sistema público de saúde do mundo, que oferta desde procedimentos simples como consultas médicas, serviços de diagnóstico e tratamento, até os mais complexos como cirurgias e transplantes de órgãos.

Portanto, no Brasil, faz-se necessário que o cidadão conheça seus direitos e cobre de seus representantes, a criação de políticas públicas e fiscalização, a fim de assegurar a toda população serviços de qualidade, que também incluam investimentos em saneamento básico e distribuição de renda. Em contrapartida, cabe à população cuidar da manutenção de sua saúde e bem-estar, buscando informações e/ou programas de cuidados à saúde no dia a dia, alimentação adequada, prática de atividades físicas e manter sua caderneta de vacinações em dia.

Vale salientar que através de seus programas de vacinação obrigatórios para a população, nos primeiros meses e anos de vida, o Brasil conseguiu erradicar a poliomielite (paralisia infantil), cujo registro realizado pela OMS data de 1994 e também obteve êxito no controle de algumas epidemias como a de varíola, febre amarela, sarampo e catapora.

Considerando que a definição de saúde pela OMS abrange “…um estado de completo bem-estar físico, mental e social, também é dever do Estado destinar recursos para fomentar necessidades básicas dos cidadãos, além das já citadas, que inclusive contemplem educação, segurança, moradia, infraestrutura e alimentação.

A Afinca, preocupada com o bem-estar e saúde de seus associados, colaboradores e parceiros, lista alguns pontos de atenção que fazem parte dos 5 pilares da saúde e devem ser seguidos com orientação e/ou acompanhamento de um profissional especializado:

• Alimentação equilibrada e suplementação (quando necessário), através do planejamento de um cardápio semanal
• Atividades físicas, o que inclusive acarreta em benefícios como: maior concentração e rendimento no trabalho
• Sono restaurador: o mínimo de 8 horas de sono noturnas ininterruptas
• Saúde mental: atividades sociais que promovam prazer e bem-estar, influenciando na diminuição de estresse
• Prevenção e acompanhamento médico

Fonte:
www.gov.br


.Juntos somos mais fortes e vamos mais longe!
Associe-se!


Siga-nos em nossas redes sociais:
instagram: afinca_oficial
facebook: afincaoficial

Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Inscreva-se na Newsletter

Associação dos Funcionários do Instituto Nacional de Câncer

AFINCA
“O legado que desejamos deixar é que a Associação seja, além de um espaço de luta pelos direitos dos servidores, também o local onde se possa acolher suas principais necessidades e de suas famílias.”
Dr. Edio Jurarez de Andrada Pereira
Sócio fundador

Passo a passo no site gov.br

Descrever aqui o passo a passo